Guia essencial: Trabalho Autônomo Falso | INS Global

Um Guia Essencial sobre a Falso Trabalho Autônomo

Um Guia Essencial sobre a Falso Trabalho Autônomo

janeiro 2, 2023

SHARE

Facebook
Linkedin
Twitter
INS Global

Author

Date

INS Global

Author

Date

Share On :

window.onload = function() { var current_URL = window.location.href; document.getElementById("fb-social-share").onclick = function() { window.open(`https://www.facebook.com/sharer/sharer.php?u+${current_URL}`); }; document.getElementById("tw-social-share").onclick = function() { window.open(`http://www.twitter.com/share?url=+${current_URL}`); }; document.getElementById("in-social-share").onclick = function() { window.open(`https://linkedin.com/shareArticle?url=+${current_URL}`); }; };

Key Takeaways

  1. Bogus self-employment is when someone is legally self-employed but in practice operates as a full-time employee
  2. Penalties for bogus self-employment include back payments of taxes and employee benefits
  3. Intentional bogus self-employment is considered a criminal offense in many countries
Summary

Encontrar trabalhadores qualificados para preencher as necessidades da sua empresa nem sempre é um processo rápido, especialmente quando se está em um novo mercado ou país estrangeiro. Contratar trabalhadores temporários ou em regime de meio período pode ser uma solução mais rápida e econômica. Dessa forma, você pode aguardar até encontrar os funcionários perfeitos de longo prazo para sua equipe. No entanto, os requisitos legais para trabalhadores autônomos ou prestadores de serviços autônomos diferem dos funcionários regulares. Como resultado, os trabalhadores nessa situação correm mais riscos de serem vítimas de trabalho autônomo falso.

Isso é considerado uma infração de má conduta por parte do empregador. No entanto, os indivíduos autônomos também podem se envolver em trabalho autônomo falso, seja de forma intencional ou não intencional.

Neste artigo, definimos o trabalho autônomo falso e as possíveis penalidades legais federais relacionadas a ele. Também ajudamos você a evitar esse erro, explicando claramente como o trabalho autônomo legítimo deve ser. Dessa forma, sua equipe e sua empresa podem permanecer legalmente em conformidade o tempo todo.

Trabalho Autônomo Falso: O que é?

Simplificando, trabalho autônomo falso ocorre quando uma empresa trata um trabalhador como autônomo, mas espera que ele atue como um funcionário. Isso pode ser válido tanto para empregos em tempo integral quanto em meio período. Como resultado, isso depende mais de entender a forma como o trabalhador desempenha suas funções.

Uma das maneiras mais comuns de isso ocorrer é quando uma empresa deseja contratar novos trabalhadores sem incorrer nos custos normais de emprego. O empregador pode classificar o trabalhador como autônomo no contrato, para que não seja necessário oferecer benefícios, licença médica remunerada ou folga remunerada ao funcionário, como seria feito com outros funcionários contratados. Além disso, profissionais autônomos não têm acesso a benefícios de pensão, direitos de demissão ou outras leis de proteção do relacionamento empregatício.

Um indivíduo genuinamente autônomo também pode correr riscos de trabalho autônomo falso se começar a operar de forma semelhante a um funcionário para seus clientes. Alguns exemplos de como isso pode acontecer incluem receber um valor fixo de remuneração mensalmente ou permitir que o cliente tenha controle total sobre quantas horas por semana o trabalho é realizado. Essas são características de um funcionário em tempo integral e podem resultar em dificuldades legais ou multas.

O trabalho autônomo falso priva o trabalhador de estabilidade, direitos legais, benefícios de segurança ocupacional e saúde. Muitos países têm penalidades severas para empresas ou empregadores que contratam trabalhadores com base em trabalho autônomo falso.

O Custo do Trabalho Autônomo Falso

As leis de proteção ao empregado variam em cada país, mas geralmente classificam o trabalho autônomo falso como emprego fraudulento ou trabalho não registrado.

Uma empresa dos EUA que está sendo investigada por um departamento de trabalho e é encontrada contratando trabalhadores com contratos de trabalho autônomo falso será punida de acordo com legislações como a Lei de Licença Médica (FMLA). As penalidades podem incluir:

  • Pagar retroativamente os benefícios de contribuição previdenciária ao trabalhador. Isso pode variar de três meses a quatro anos.
  • Pagar impostos salariais, incluindo pagamentos atrasados. O valor varia de acordo com as regulamentações locais.
  • Transformar o trabalhador em um funcionário em tempo integral automaticamente e pagar a ele todos os benefícios completos. Isso inclui proteção contra demissão e pagamento de indenização.

Se for determinado que o trabalho autônomo falso foi intencional, isso será considerado uma infração criminal, e uma multa e pena de prisão também podem ser aplicadas.

Existem leis semelhantes em muitos países, com a possibilidade de penalidades ainda mais severas.

Como Garantir um Trabalho Autônomo Válido

Mencionar “trabalho autônomo” em um contrato não é suficiente. Você também precisa garantir que o papel do trabalhador na empresa e o nível de controle que você exerce sobre o trabalho dele estejam de acordo com os requisitos para trabalhadores autônomos.

Ao contratar um novo trabalhador, é importante revisar os fatores essenciais que diferenciam um membro autônomo da sua equipe dos funcionários que trabalham de forma normal.

Se um trabalhador pode…

  • decidir livremente seus horários de trabalho, sem usar um controlador de ponto
  • escolher quais empresas ou clientes deseja trabalhar
  • delegar trabalho ou tarefas para outras pessoas
  • trabalhar onde quiser e com suas próprias ferramentas
  • lidar com seus próprios períodos de férias, dias de doença, licença familiar e médica, impostos, etc.

…então ele é legitimamente um trabalhador autônomo. Uma violação de qualquer um desses fatores pode colocar sua empresa em perigo de trabalho autônomo falso e das consequências legais resultantes.

Como empregador, você também precisa garantir que os prestadores de serviços autônomos ou trabalhadores autônomos que você contrata não estejam envolvidos em trabalho autônomo falso. Você ainda pode ser penalizado, mesmo que não tenha a intenção original de empregar falsamente o trabalhador como prestador de serviços autônomo ou freelancer.

 

Como a INS Global Ajuda a Manter Você Seguro Contra Trabalho Autônomo Falso

Garantir que as operações de uma empresa estejam funcionando sem problemas pode ser um trabalho difícil e cansativo. Não é fácil acompanhar todas as diferentes regulamentações legais para sua equipe. Estar ciente das novas leis trabalhistas ou projetos de emprego é essencial.

Qualquer erro que você cometa não apenas pode custar à empresa taxas e multas, mas também afetará negativamente a moral e a reputação do seu negócio.

Contratar uma equipe jurídica para garantir a conformidade do seu contrato de trabalho, emprego em tempo integral ou parcial é uma opção sólida, mas pode aumentar seus custos operacionais. Se você se associar a uma PEO ou EOR, poderá cumprir suas obrigações legais, juntamente com serviços de economia de custos para recrutamento, contratação, integração e serviços de RH.

A INS Global tem ajudado empresas a expandir globalmente há mais de 15 anos. Oferecemos expertise em expansão global em mais de 80 países em todo o mundo. Nossos consultores jurídicos têm o conhecimento necessário para evitar quaisquer armadilhas ou obstáculos legais.

Ao se associar à INS Global, você pode ficar tranquilo sabendo que sua equipe e empresa estão seguras ao entrar em novos mercados de forma rápida e confiante.

Entre em contato conosco hoje mesmo para saber mais.

CONTACT US TODAY

Contact Us Today

Related Posts